Tecnologia e poesia nas impressionantes imagens do céu escolhidas pelo Observatório de Greenwich


O céu é o limite para fotógrafos amadores e profissionais que atravessam noites acordados em lugares remotos para capturar imagens de nebulosas, galáxias, planetas e satélites. Uma tradição que começou em 1840, quando foi feita a primeira foto de um corpo celeste, a Lua. 

Todos os anos o Observatório Real de Greenwich, em Londres, seleciona os melhores trabalhos de astrofotografia, uma ramo da fotografia que combina a poesia do céu com técnicas e equipamentos sofisticados para produzir cenas de incrível beleza.

Este ano foram mais de 4,5 mil inscritos de 75 países. O resultado do concurso Fotógrafo do Ano só será conhecido em setembro. Mas o Observatório anunciou os finalistas.  Vale conferir imagens inspiradoras que nem sempre nossos olhos conseguem enxergar. 

Rompimento de um novo dia

Por Nicholas Roemmelt

Imagem produzida  em Telfs, na Áustria.

“O início do amanhecer geralmente marca o fim das filmagens para o fotógrafo de paisagens astronômicas, pois a Via Láctea e suas cores maravilhosas estão desaparecendo rapidamente. Mas este curto período entre a noite e o início do novo dia sempre foi um momento muito especial para mim. É provavelmente a hora mais calma do dia e de alguma forma ‘acalma minha alma’. “

Break of a new day – @Nicholas Reoemmelt
Monte Damavand 

por Masoud Ghadiri

O Monte Damavand tem aproximadamente 5.670 metros de altura e está localizado a 66 quilômetros (41 milhas) a nordeste de  Teerã.

“Damavand é uma das maravilhas naturais mais belas e marcantes do Irã. Esta foto foi produzida na montanha ao norte da vila de Nandal, ao lado de um pequeno lago. Ele aparece pelo derretimento da neve que está por perto e fica seco no verão. A superfície da água é clara como um espelho, até ser afetada pelo vento. Para fazer esta foto, caminhei cerca de 7 horas e subi mais de 1 mil metros. O sol já começava a se esconder  quando cheguei. Estava muito frio e ventava. Fiquei ali por algumas horas…A Via Láctea está brilhando à esquerda do céu, e você pode ver a poluição luminosa de Teerã à direita”.

Mount Damavand – Iran – @Masoud-Ghadiri
Islândia Vortex

Por  Larryn Rae

Um panorama de 250º da Aurora Boreal, na Islândia, tirado em uma noite gelada de inverno.

Esta é uma das imagens de aurora mais incríveis que já capturei, pois é totalmente única. Para mim, resume toda a minha viagem na Islândia no inverno – inspiradora e maravilhosa. Fiquei feliz por ter este momento só para mim“.

Iceland Vortex – @Larryn -Rae
Halo Lunar

Por Göran Strand

Imagem panorâmica produzida em Östersund, Suécia.

“Este é um halo lunar brilhante de 22 °. Quando tirei esta foto, a temperatura era de -16 ° C e o ar estava cheio de pequenos cristais de gelo que tornaram esse halo possível. Este halo regular de 22 ° é mais comum de se ver ao redor o Sol. Para que um halo lunar seja visível, o luar precisa ser bastante forte, por isso é mais comum em dias de lua cheia”.

Lunar Halo – @Göran-Strand
Harmonia

Por  Stefan Liebermann

Panorama da Via Láctea sobre os campos de lavanda em Valensole, França.

Os tons de cores e as linhas são realmente incríveis. Infelizmente, a poluição é claramente visível em toda a área.

Harmony – @Stefan-Lierbermann
Gostou do MediaTalks? Inscreva-se gratuitamente aqui para receber notícias e tendências internacionais em jornalismo, fotografia, plataformas digitais, informação e desinformação, capturadas pela nossa redação em Londres.
Buck Moon e a Agulha 

Por  Mara Leite

Uma lua cheia nascendo em Seattle, em Washington, Estados Unidos.

A foto foi tirada no feriado de 4 de julho, em Seattle às 21h30. Devido à Covid-19,  não houve a tradicional queima de fotos de artifício, mas a lua cheia fez um lindo show”.

Buck Moon and the needle – @Mara-Leite
Via Láctea subindo sobre Durdle Door

 Por Anthony Sullivan

Durdle Door, foto feita em Dorset, na Inglaterra. A área faz parte do Patrimônio Mundial da Costa do Jurássico.

Durdle Door é um local perfeito para a astrofotografia. A paisagem é incrivelmente interessante e  se alinha com o núcleo da Via Láctea durante alguns meses do ano”.

Milky way rising over Durdle Door – @Anthony-Sullivan
California Dreamin ‘NGC 1499

Por Terry Hancock

“A imagem da nebulosa da Califórnia, também conhecida como NGC 1499., foi capturada usando filtros de banda larga e de banda estreita com uma câmera CMOS monocromática QHY600 de 60 megapixels montada em um telescópio refrator.”

Califórnia Dreamin – NGC 1499 – @Terry-Hancock
O campo magnético de nosso sol ativo

por Andrew McCarthy

“Esta imagem mostra como o campo magnético puxa porções da cromosfera após uma grande erupção solar, com as linhas do campo magnético em exibição cristalina.”

The magnetic field of our active sum – @Andrew-McCarthy
Alien Throne

por  Marcin Zajac

Imagem feita no Novo México, Estados Unidos.

“Uma torre de rocha sobrenatural (também conhecida como hoodoo) surge das terras áridas formando um primeiro plano perfeito para a Via Láctea que se ergue acima dela. A paisagem faz parte das terras Ah-Shi-Sle-Pah, na Bacia de San Juan, no noroeste do Novo México. É uma das áreas mais remotas dos Estados Unidos, que tive a oportunidade de visitar. “

 

Alien Throne – @Mascin-Zajac

Imagens reproduzidas mediante autorização do Observatório de Greenwich 

Leia também

Jill Biden estrela tradicional capa da Vogue americana com primeiras-damas negada a Melania Trump

Mudança climática e saúde humana: como a crise ambiental castiga o planeta e as pessoas

 

 



FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart