Scotland Yard alerta sobre crescente terrorismo de extrema-direita – 20/07/2021


Londres, 19 jul (EFE).- A comissária-chefe da Polícia Metropolitana de Londres (Met), Cressida Dick, disse nesta segunda-feira que a pandemia teve um “efeito supressor” em atos relacionados ao terrorismo detectados no Reino Unido e que “terrorismo de extrema-direita” se tornou uma “tendência crescente”.

Em uma reunião virtual com correspondentes estrangeiros, Cressida Dick falou hoje sobre o papel internacional do Met e discutiu a troca de dados – tais como informações de DNA ou sobre impressões digitais – com outros países europeus, com enfoque nas atividades antiterroristas e técnicas forenses.

A chefe da Scotland Yard lembrou que desde 2017 este órgão abortou um total de 29 ataques letais, 18 dos quais com “motivação islâmica” e 10 dos quais de extrema-direita.

O atual nível de risco do Reino Unido sofrer um ataque é “substancial”, o que implica que um ataque “permanece provável”, como alertou.

“Reconhecemos que a pandemia sem dúvida teve um efeito supressor, mas à medida que a desaceleração ocorre, os terroristas têm enormes oportunidades de explorar em termos de viagens, seus próprios movimentos, para ter concentrações de pessoas nas ruas”, alertou Dick.

Durante o ano que terminou em março, o Met efetuou 166 detenções relacionadas com o terrorismo, o que é “um terço menos do que as registradas no ano anterior, e o mínimo anual desde 2011, que é parcialmente atribuído ao efeito supressor da pandemia”.

A comissária destacou que o Met detectou “um aumento na proporção de casos de terrorismo de extrema-direita”.

“Não há dúvida de que isso representa uma ameaça crescente”, disse Cressida Dick, acrescentando que atualmente “cerca de uma em cada quatro prisões está relacionada ao terrorismo de extrema-direita”.

Ela, que apareceu ao lado do diretor de Serviços Forenses do Corpo, Chris Porter, também destacou o caráter internacional do Met, que colabora com várias agências e governos em todo o mundo.

Cressida recordou que no início do ano foi firmado um acordo de colaboração entre o governo britânico e a União Europeia em matéria de aplicação da lei e segurança, o que tem permitido ao órgão manter “um alto nível de cooperação entre as nossas agências e temos seguido o compartilhamento inteligência, informação e tentativa de evitar danos às nossas comunidades”.





FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart