Mecânico da equipe PH Sport morre em acidente durante deslocamento no Dakar


A PH Sport perdeu mecânico em acidente nesta sexta-feira

A PH Sport perdeu mecânico em acidente nesta sexta-feira

Foto: PH Sport / Grande Prêmio

CAIU MICHAEL MASI. E AGORA, HAMILTON CORRE NA F1 2022?

Em meio aos festejos pela definição dos campeões, o Rali Dakar 2022 terminou marcado por um acidente fatal nesta sexta-feira (14). Quentin Lavalée, francês de apenas 20 anos que atuava como chefe dos mecânicos da equipe PH Sport para o Peugeot 205 Africa Raid em ação na disputa da categoria Dakar Classic, chocou o veículo de apoio contra um caminhão local no km 234 da rota de deslocamento entre Bisha e Jedá, na Arábia Saudita, às 11h30, horário local (5h30 de Brasília). Lavalée não resistiu.

O comunicado sobre o acidente foi emitido pela organização do Dakar ainda na manhã desta sexta-feira.

“Nesta manhã, às 11h30, no km 234 da rota de deslocamento, ocorreu um acidente entre um veículo de assistência e um caminhão local, segundo informou a polícia local. Lamentavelmente, o condutor do veículo, Quentin Lavalée, de nacionalidade francesa e membro da equipe PH Sport, morreu em consequência do acidente. Tinha 20 anos”, informou a organização da prova.

A PH Sport perdeu mecânico em acidente nesta sexta-feira (Foto: PH Sport)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A ASO, empresa que promove e organiza o maior rali do mundo, informou também que “o passageiro que viajava com ele, Maxime Frère, de nacionalidade belga, ficou ferido e foi transferido consciente para o Hospital Nacional de Jedá, onde está sendo submetido a uma bateria completa de exames”.

“Quentin era chefe de mecânicos do veículo Peugeot 205 Turbo 16 de numeral #726 [tripulado pelo piloto Rudy Jacquot e o navegador William Alcaraz, todos franceses], que participou do Dakar Classic. Toda a caravana do Dakar deseja enviar seu mais sincero pesar aos familiares, amigos e entes queridos de Quentin e da equipe PH Sport”, concluiu o Dakar em comunicado.

Ao longo da competição, o Dakar 2022 não registrou nenhum acidente fatal. A organização da prova adotou medidas, como redução de velocidade e uso do airbag, para os pilotos da competição de motos em razão das perdas de Paulo Gonçalves e de Edwin Straver em 2020 e de Pierre Cherpin no ano passado.

Em termos de acidentes fatais envolvendo não-competidores, a última morte havia acontecido há seis anos, em Córdoba, quando um motorista argentino perdeu a vida após colidir com o veículo de apoio do piloto Lionel Baud.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.



LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart