Honda quer ter VOLTs elétricos e robôs de telepresença tipo Avatar


A Honda é conhecida essencialmente pelos seus carros, no entanto, a empresa atua em frentes muito mais abrangentes, nomeadamente, em soluções de energia como células fotovoltaicas, robótica industrial e até aeronaves. Agora, a empresa acaba de anunciar que quer alargar ainda mais o seu portefólio e incluir robôs de telepresença tipo Avatar e veículos elétricos VOLT.

Com uma perspetiva num futuro ainda mais ambicioso a empresa ainda falou num sistema de produção de energia para a superfície lunar.

Honda quer ter VOLTs elétricos e robôs de telepresença

Com um plano de desenvolvimentos traçado até 2030, a Honda acabou de apresentar a tecnologia que deseja ter no futuro em novas áreas.

Honda eVTOL - O táxi aéreo do futuro

Para um eVTOL, a Honda tem como planos alavancar a tecnologia de baterias de lítio desenvolvida para os seus veículos EV e PHEV, a par com uma unidade de energia híbrida de turbina a gás para dar às aeronaves futuristas alcance suficiente para lidar com voos domésticos e entre regiões.

A Honda prevê que os táxis aéreos sejam uma parte onipresente no cenário de transportes muito em breve, integrando-se perfeitamente com veículos terrestres autónomos e aviões comerciais tradicionais.

O programa ainda está na fase inicial de pesquisa e provavelmente permanecerá assim até, pelo menos, à segunda metade desta década. A empresa prevê ter unidades de protótipo disponíveis para teste e certificação até 2030 e um lançamento comercial completo por volta de 2040.

Honda quer ter VOLTs elétricos e robôs de telepresença tipo Avatar

A verdade é que a Honda está a desenvolver uma área de negócio, onde já existem algumas empresas a atuar e com protótipos já bastante avançados e com voos de teste realizados.

Os robôs de telepresença e o mundo do Avatar

A empresa nipónica vislumbra ainda um futuro onde os robôs vão coexistir com as pessoas, mas com mais capacidades tanto ao nível "visual" como "tátil". Hoje já é possível, colocar robôs a inspecionar uma fábrica ou um avião, mas é necessária interação com um computador. No entanto, o que a Honda pretende é algo mais imersivo, é colocar a pessoa dentro do corpo do robô, sendo os seus olhos (através de um dispositivo VR) e as suas mãos. Assim, os movimentos da pessoa, serão os movimentos do robô, remotamente.

O objetivo da empresa é que o seu Avatar Robot - uma iteração recém-refinada do Asimo - seja colocado em uso prático na década de 2030 e realizará testes de demonstração de tecnologia até o final do primeiro trimestre de 2024 para atingir essa meta.

Planos espaciais

Com a corrida ao espaço, os planos da empresa para o futuro passam também por criar empreendimentos espaciais. Em concreto, a empresa pretende desenvolver formas de adaptar a sua célula de combustível já existente e tecnologias de eletrólise de água de alta pressão diferencial, para que possa funcionar na superfície lunar como parte de um sistema de energia renovável circulante.

Honda quer ter VOLTs elétricos e robôs de telepresença tipo Avatar

No âmbito de projetos para o espaço, os robôs Avatar (ou a tecnologia que integram) também poderão ter um papel fundamental na exploração lunar, minimizando a interação humana nos solos hostis da Lua. A Honda fez parceria com a Japan Aerospace Exploration Agency (JAXA) e começou a investigação conjunta em ambos os sistemas em junho.





LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart