Fórmula 1 confirma calendário de 23 etapas sem China e com GP de Miami


A Fórmula 1 finalmente divulgou o calendário para a próxima temporada

A Fórmula 1 finalmente divulgou o calendário para a próxima temporada

Foto: Beto Issa / Grande Prêmio

A Fórmula 1 tem um calendário definido para 2022, ano em que passa a viver sob um novo regulamento. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) publicou nesta sexta-feira (15), após reunião do Conselho Mundial, as 23 etapas que vão compor a temporada do próximo ano. De novo, a longa programação da maior categoria do esporte a motor prevê rodadas triplas, a insistência em corridas de classificação e algumas novidades. Chama atenção o GP de Miami, que estreia na categoria, e a ausência de informações sobre as provas sprint.

O campeonato terá início em março, no dia 20, com a etapa no Bahrein, assim como ocorreu neste ano, quando, uma vez mais, a Austrália não pode sediar a abertura da F1, por conta ainda dos efeitos da pandemia da Covid-19. A disputa vai estender até 20 de novembro, com o GP de Abu Dahbi. A prova brasileira, em Interlagos, está marcada para 13 do mesmo mês e será a penúltima corrida de 2022.

Depois da corrida em Sakhir, a temporada viaja para a Arábia Saudita em 27 de março, Austrália em 10 de abril e, na sequência, China no dia 24 do quarto mês do ano. A cidade de Miami, nos Estados Unidos, faz sua estreia em 8 de maio. Aí, a F1 enfim vai à Europa. A primeira prova no Velho Continente acontece na Espanha, em 22 de maio.

Miami entra no calendário da F1 a partir de 2022 (Foto: Reprodução)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

No fim do mesmo mês, será disputado o GP de Mônaco, que passa a ter uma programação diferente, com treinos livres às sextas e não mais nas quintas. Após a corrida nas ruas do Principado, a Fórmula 1 tem o GP do Azerbaijão, em 12 de junho, e o GP do Canadá, no dia 19 do sexto mês.

O calendário compreende então uma pausa de duas semanas para encarar sua primeira rodada tripla: 3 de julho com o GP da Inglaterra, 10 de julho com o GP da Áustria e 17 de julho com o GP da França. Duas semanas depois, o campeonato parte para a Hungria e corre em 31 de julho antes de seguir para as férias de verão.

Quando voltar do período de quatro semanas, a F1 terá pela frente outras duas rodadas triplas quase na sequência: 28 de agosto com o GP da Bélgica, 4 de setembro com o GP da Holanda e 11 de setembro com o GP da Itália. Duas semanas, então, separam a segunda da terceira série de três corridas seguidas no ano: 25 de setembro com o GP da Rússia — o último da F1 em Sóchi antes de ir para São Petersburgo em 2023 —, 2 de outubro com o GP de Singapura e 9 de outubro com o GP de Suzuka.

O calendário segue para a fase final com o GP dos Estados Unidos, em 23 de outubro, e o GP da Cidade do México, em 30 de outubro, antes de viajar ao Brasil e Abu Dhabi.

“A temporada de 2022 seguirá após dois anos com calendários da Fórmula 1 modificados, nos quais, por conta da pandemia do novo coronavírus, tivemos apenas 17 corridas em 2020 e 22 corridas em 2021. É uma grande conquista para o esporte. Tem sido fantástico receber os fãs de volta aos eventos este ano, e vamos continuar a garantir que isso seja feito de forma segura e de acordo com as diretrizes nacionais, disse a F1, em comunicado oficial.

“A pandemia continuou a apresentar desafios para a temporada de 2021, mas a categoria mostrou sua capacidade de reagir e se adaptar aos desafios que surgiram. Enquanto esperamos que a incidência do novo coronavírus diminua ainda mais nos próximos meses para todos ao redor do mundo, continuaremos monitorando de perto a situação e trabalhando em colaboração com os promotores e as autoridades nacionais”, completou.

CORRIDAS DE CLASSIFICAÇÃO

A Fórmula 1 pretende ainda investir nas corridas sprint em 2022. Depois da experiência neste ano, a FIA decidiu ampliar o número de provas que vão ter um formato diferente de classificação. Serão seis etapas, segundo informações prévias, mas a categoria não divulgou nenhuma informação no comunicado desta sexta-feira.

Em 2021, os GPs da Inglaterra e da Itália foram usados como forma de testar esse sistema – a corrida em Interlagos também vai viver uma nova experiência das corridas sprint. As provas curtas tiveram 100 km e estabeleceram a ordem de largada da etapa de domingo.

PRÉ-TEMPORADA

Por conta da introdução de um novo regulamento, a F1 decidiu ampliar os dias de testes coletivos em 2022. Serão oito dias, sendo cinco destes consecutivos, no Circuito da Catalunha, na Espanha. Os outros três vão acontecer no Bahrein, etapa de abertura do campeonato. O intervalo entre o último dia de testes e o início da temporada diminuiu dos habituais 10 para oito dias.



LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart