Facebook revela novas funcionalidades dirigidas às crianças do Instagram


Muito se tem falado sobre o Facebook nos últimos dias, associando-o negativamente à saúde mental dos jovens. Embora as pessoas estivessem cientes do perigo das redes sociais, foi confirmado que aquele opta muitas vezes pelo lucro em detrimento da segurança dos utilizadores. Agora, a empresa de Zuckerberg anunciou medidas que visam solucionar os vários problemas associados a uma das suas plataformas – o Instagram.

Então, o Facebook pretende introduzir novas funcionalidades dirigidas aos utilizadores mais novos, por forma a tentar protegê-los.


 

Na sequência de ter sido acusado de prejudicar a saúde mental dos utilizadores mais jovens, o Facebook anunciou que vai introduzir novas funcionalidades no Instagram. Estas incluirão mensagens que incentivem os mais novos a fazer uma pausa da rede social, bem como avisos que surgirão quando estes estiverem muito tempo a olhar para um conteúdo que possa estar a afetar o seu bem-estar.

Além disso, serão adicionadas também outras funcionalidades direcionadas para os tutores dos utilizadores mais novos. Assim, os adultos poderão, de forma opcional, supervisionar o que os jovens estão a fazer online.

De acordo com a Associated Press, as novas funcionalidades foram desenhadas por Nick Clegg, vice-presidente para assuntos globais do Facebook.

Estamos constantemente a iterar para melhorar os nossos produtos. Não podemos, com um agitar de varinha mágica, tornar a vida de todos perfeita. O que podemos fazer é melhorar os nossos produtos, para que os nossos produtos sejam seguros e agradáveis de utilizar.

Disse Nick Clegg no programa “State of the Union”.

Facebook

Mais do que isso, o vice-presidente revelou que, nos últimos anos, o Facebook investiu 13 mil milhões de dólares, por forma a garantir a segurança da plataforma, além de ter 40.000 pessoas a trabalhar diretamente com estas questões.

Aliás, apesar do que foi revelado pela antiga funcionária, Frances Haugen, Clegg disse que o Facebook trabalha arduamente no sentido de manter os conteúdos nocivos fora das suas plataformas, e está sempre aberto a mais regulamentação e supervisão.

Na opinião de Josh Golin, diretor executivo da Fairplay, fiscalizador para crianças na indústria de publicidade nos media, as novas funcionalidades para ajudar os pais a supervisionar os mais jovens não serão eficazes. Isto, porque muitos adolescentes criam contas que os pais desconhecem. Mais do que isso, considera que os avisos que o Facebook dará aos mais novos poderão não ser atendidos.





LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart