Energia solar alimentou uma aeronave que voou durante 3 semanas


Desde sempre, manter um avião, ou qualquer outro transporte semelhante, no ar é sinónimo de um árduo trabalho técnico, estando o processo associado a preocupantes emissões de gases de efeito de estufa. Então, a procura por soluções tem sido incessante. Agora, a Airbus completou mais alguns voos de teste para a sua aeronave movida a energia solar.

A Zephyr foi capaz de voar durante quase três semanas sem aterrar.

Aeronave Zephyr da Airbus movida a energia solar

 

A Airbus, uma empresa aeroespacial, completou os voos de teste para a sua aeronave Zephyr movida a energia solar. As plataformas são concebidas para permanecer no ar durante várias semanas de cada vez, por forma a fornecer Internet aos utilizadores na Terra.

Até agora, a Zephyr da Airbus voou seis vezes: quatro voos de teste de baixo nível e dois voos estratosféricos. Estes últimos estiveram no ar cerca de 18 dias cada, totalizando mais de 36 dias de voo contínuo, após duas descolagens.

Credível e comprovada ultrapersistência, agilidade estratosférica e interoperabilidade da carga útil sublinham a razão pela qual a Zephyr é a líder no seu sector.

Disse Jana Rosenmann, chefe dos sistemas aéreos não tripulados da Airbus.

A Zephyr é um planador não tripulado, movido por duas pequenas hélices e alimentado a energia solar, que poderia passar cerca de seis meses no ar, sem aterrar, por um preço ambiental e económico muito mais apelativo do que aqueles associados a um satélite.

É uma solução sustentável, alimentada por energia solar, ISR e de extensão de rede que pode fornecer conectividade vital no futuro e observação do local da Terra que for necessário.

Ressalvou Rosenmann.

Aeronave Zephyr da Airbus movida a energia solar

Aeronave alimentada por energia solar poderá ter várias funções no céu

A Airbus acredita que a aeronave poderá, um dia, permanecer no ar durante vários meses, bem como poderá fornecer Internet aos clientes comerciais e militares. Além disso, pela posição e vista privilegiada, a Zephyr poderia desempenhar um papel crucial na gestão de catástrofes – como a monitorização da propagação de incêndios ou derrames de petróleo.

Temos ambições de estar a funcionar por períodos de meses, até seis meses. As nossas baterias estão realmente a funcionar extremamente bem. Penso que estamos confiantes neste momento…

Revelou Jana Rosenmann à agência noticiosa PA, acrescentado que, embora ainda não tenham provado as capacidades da aeronave operacionalmente, “todos os passos que temos vindo a dar nos nossos testes de laboratório indicam claramente que estamos num caminho muito bom”.

Com o mesmo objetivo que a concorrente Starlink da SpaceX, a aeronave Zephyr tem um “enorme potencial para chegar a pessoas que tradicionalmente não terão acesso a fibra”, de acordo com Rosenmann.





LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart