Dose de reforço da vacina da Pfizer? Sim “pode ser considerada”


As vacinas contra a COVID-19 tem ajudado a reduzir o número de internamentos e o nº de mortos. No entanto, a perda de anticorpos tem levado à realização de vários estudos para analisar a necessidade de uma dose de reforço.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) disse hoje que doses de reforço da vacina anticovid-19 da BioNTech/Pfizer “podem ser consideradas” para pessoas com mais de 18 anos, após seis meses da segunda dose.

3º dose da vacina da Pfizer "pode ser considerada" para maiores de 18 anos

 

Dose de reforço da vacina da Pfizer pode ser dada a pessoas entre os 18 e 55 anos

Segundo revelou a EMA num comunicado de imprensa, "o comité de medicamentos humanos da EMA avaliou dados sobre a Comirnaty [nome comercial da vacina da BioNTech/Pfizer] que revelam um aumento nos níveis de anticorpos quando uma dose de reforço é dada aproximadamente seis meses após a segunda dose em pessoas de 18 a 55 anos de idade e, com base nestes dados, concluiu que as doses de reforço podem ser consideradas pelo menos seis meses após a segunda dose para pessoas com 18 anos de idade ou mais".

O regulador da União Europeia (UE) vinca que “é importante distinguir entre a dose extra para pessoas com sistemas imunitários enfraquecidos e as doses de reforço para pessoas com sistemas imunitários normais”, no mesmo dia em que anunciou apoiar uma terceira dose da vacina anticovid-19 da BioNTech/Pfizer e da Moderna para pessoas com “sistemas imunitários gravemente enfraquecidos”, após 28 dias.

3º dose da vacina da Pfizer "pode ser considerada" para maiores de 18 anos

Relativamente à população em geral, a EMA admite uma dose de reforço, salvaguardando porém que, “a nível nacional, os organismos de saúde pública podem emitir recomendações oficiais sobre a utilização de doses de reforço, tendo em conta os dados de eficácia emergentes e os dados de segurança limitados”.

Na semana passada, a EMA anunciou taambém estar a avaliar um pedido da farmacêutica Moderna para administrar uma terceira dose de reforço da vacina anticovid-19 na UE, para maiores de 12 anos após seis meses.

De relembrar que tanto a vacina da Moderna, como a da Pfizer/BioNTech, recorrem à tecnologia do RNA mensageiro.





LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart