Conheça 5 fintechs brasileiras para ficar de olho em 2022


Conheça 5 fintechs brasileiras para ficar de olho em 2022

Foto: Freepik.com

Com o objetivo de unir o mundo financeiro e a tecnologia, democratizando o acesso aos serviços financeiros, as fintechs estão crescendo rapidamente no país. Um levantamento feito pela 100 Open Startups, plataforma líder na conexão de empresas e startups, colocou em pauta o resultado deste cenário: atualmente, são 2.337 fintechs cadastradas, até o momento, no programa de inovação aberta, frente a 813 fintechs do levantamento realizado em novembro de 2020.

Uma das razões desse aumento é o avanço tecnológico e a facilidade de ter acesso a serviços e produtos, em casa, sem a necessidade de ir presencialmente a uma instituição financeira, por exemplo. 

Durante a pandemia, muitas dessas organizações saíram na frente dos grandes bancos tradicionais por facilitarem a abertura de contas sem muita burocracia e por meio do celular, possibilitando que mais pessoas pudessem ser incluídas no sistema bancário, principalmente brasileiros das classes C, D e E. 

Conta Black

Fundada em novembro de 2017, por Sérgio All, a Conta Black – hub de serviços financeiros e de consumo, alocado em uma conta digital – nasceu com o propósito de atender desbancarizados que não têm acesso a serviços bancários. Destinada a pessoas de todas as classes, a fintech oferece um leque de serviços com foco na educação financeira de seus usuários, de forma personalizada. 

Com mais de 20 mil clientes em todo Brasil, movimentação de R$ 2 milhões no último semestre e mais de R$ 1,5 milhão de fundo para microcrédito, a fintech teve início com investimento próprio, tendo recebido investimento-anjo, posteriormente. 

Atualmente, a startup está sendo acelerada pela Quintess e pelo Google for Startups Brasil, ambos com foco em startups fundadas e lideradas por pessoas negras. Focando em seus clientes, a Conta Black, em 2022, oferecerá novos serviços, a fim de promover a inclusão de mais pessoas no sistema financeiro.

UP Consórcios

Fintech da Embracon, o UP Consórcios é o primeiro consórcio com contratação 100% digital do Brasil e sem burocracia. Foi criado para atrair o público mais jovem (25 a 35 anos), que acredita que o consórcio seja um produto antiquado, do tempo dos seus avós. Ao mesmo tempo, é uma geração mais conectada e que procura facilidades por meio da tecnologia. 

Ainda alinhado à Inteligência Artificial, o UP foi pioneiro ao lançar o primeiro chatbot não binário do Brasil, o assistente virtual Lupi, que além de interagir com o público e tirar dúvidas sobre consórcios, atua como um educador financeiro para que o cliente tome decisões mais assertivas.

INCO Investimentos

Fundada em 2018, a INCO Investimentos é uma plataforma de investimentos coletivos que tem como objetivo democratizar o acesso de investidores ao mercado imobiliário e desburocratizar processos de captação de recursos para as empresas do setor. 

A fintech abre espaço para ‘investidores comuns’, permitindo, assim, que qualquer pessoa com alto ou baixo conhecimento sobre investimentos. Com rentabilidade que pode chegar a 18%/ano, a INCO permite que os investimentos sejam feitos em menos de cinco minutos com muita clareza sobre a investida, uma vez que os usuários têm acesso às expectativas de retorno e o prazo final.

Bankme

Criada em setembro de 2020, a Bankme, fintech de que cria e opera minibancos, chegou ao mercado a fim de contribuir para a democratização do acesso ao crédito. Por meio da fintech, as empresas passam a operar com o próprio capital de forma livre, criando as próprias taxas e lucrando fora do sistema bancário convencional, além de contarem com uma taxa de rentabilidade considerável, dependendo do valor aplicado. 

“Desta forma, os empreendimentos ganham autonomia para definir taxas e fazer suas próprias operações bancárias, como antecipação de recebíveis, empréstimos e financiamentos para toda sua cadeia produtiva. Como resultado, passam a criar suas próprias taxas e lucrar fora do sistema bancário convencional”, diz Thiago Eik, CEO da Bankme.

Kinvo

Fundado em 2018, o Kinvo é um aplicativo de consolidação que possibilita o controle, a análise e o acompanhamento de todos os investimentos em um só lugar. A fintech tem como objetivo transformar a relação entre as pessoas e os investimentos. A ferramenta possui uma interface intuitiva e análises apuradas, ideal para que investidores tomem decisões mais assertivas para melhor os seus resultados. 

Diante de seu grande potência, em março de 2021, foi adquirido pelo BTG Pactual digital, maior banco de investimentos da América Latina. Atualmente, o aplicativo conta com mais de 750 mil usuários, R$ 170 bilhões em ativos cadastrados e quase 10 milhões de interações de cadastros de aplicações.

(*) HOMEWORK inspira profissionais e empreendedores a trabalhar de um jeito mais inteligente, saudável, transformador. Nosso conteúdo impacta mais de 1 milhão de usuários únicos, todo mês. É publicado no Terra e compartilhado via redes sociais, WhatsApp e newsletter. Entre pra comunidade HOMEWORK!



LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart