Brasil registra 948 novas mortes por covid-19 em 24 h, segundo ministério – 18/07/2021

[ad_1]

O Ministério da Saúde divulgou hoje que o Brasil computou 948 novas mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas. Desde o começo da pandemia, houve 542.214 óbitos provocados pela doença em todo o país.

Pelos números informados pela pasta, houve 34.126 diagnósticos positivos para o novo coronavírus entre ontem e hoje no Brasil, elevando o total de infectados para 19.376.574 desde março de 2020.

De acordo com o governo federal, 18.023.512 pessoas se recuperaram da doença até o momento, com outras 810.848 em acompanhamento.

Após novas críticas de Bolsonaro à CPI, Omar Aziz reitera prevaricação

Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atacar novamente a CPI da Covid ao deixar o hospital em São Paulo na manhã de hoje, o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, Omar Aziz (PSD-AM), voltou a acusar Bolsonaro de ter prevaricado ao não investigar suspeitas de corrupção na compra de vacinas.

“O presidente mentir é normal, ele é contumaz nisso. Ele prevarica, ele desfaz fatos e cria versões. Ele está internado no hospital, mas está agredindo as pessoas. Ele tenta se vitimizar o tempo todo, mas a gente não vê na boca do presidente uma palavra de solidariedade ao povo brasileiro. Você só vê ódio”, disse o senador, em entrevista à CNN Brasil.

Omar Aziz reforçou a avaliação de que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello mentiu à CPI ao afirmar que em nenhum momento teria negociado diretamente a compra de vacinas. Ele citou o vídeo de março deste ano, no qual o general promete a intermediários a aquisição de 30 milhões de doses da Coronavac a um preço superior ao contratado com o Instituto Butantan.

Mais cedo, Bolsonaro defendeu Pazuello com o argumento de que essa oferta não foi concretizada e avaliou que, se houvesse corrupção, o encontro não teria sido gravado, mas sim feito “às escondidas”.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

[ad_2]

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart