Benítez explica motivo de insucesso no São Paulo e buscará redenção no Grêmio


Benítez chegou ao Grêmio falando grosso. O meia argentino acredita que pode mostrar todo o seu potencial em Porto Alegre após ser pouco aproveitado no São Paulo. Evitando polêmica com o ex-clube, alegou que a falta de uma pré-temporada no Morumbi o atrapalhou, mas agora só pensa em fazer o time gaúcho “jogar.”

Definindo-se como um clássico e raro camisa 10, Benítez revelou que espera distribuir muitas assistências no Grêmio. “Com o passar do tempo me tornei um 10 clássico. Eu gosto mais das assistências do que fazer gol, fazer a ligação entre o volante e o atacante para o time chegar o mais rápido possível na goleiro. Quero fazer o time jogar”, enfatizou em sua apresentação.

Garantindo que não está machucado, uma das alegações pelo fato de não entrar em campo no São Paulo, Benítez acredita que a pré-temporada em Porto Alegre será vital para render o futebol de destaque apresentado quando estava no Vasco.

“O mais importante vão ser as quatro semanas de pré-temporada. Agora é o momento de trabalhar e me adaptar o mais rápido possível para não perder tempo”, disse.

“Eu priorizo o time e evito polêmicas. Por conta da pandemia, não consegui fazer uma pré-temporada no São Paulo, tive que chegar jogando. Esperamos que essa seja a solução para eu ter sequência aqui. Agora depende de mim estar a altura do Grêmio”.

O armador garante que fez questão de defender o Grêmio, mesmo recebendo outras propostas. E elogiou a torcida. “O Grêmio quando joga, seja em casa ou onde for, sempre conta com a torcida. Joguei com estádio lotado aqui na final (da Recopa), em 2018, entre Independiente e Grêmio. Vivi essa sensação muito linda. Espero que esse ano a torcida possa acompanhar porque ela será muito importante.”

Ir bem na Série B e buscar o acesso será a grande missão do Grêmio em 2022. Benítez sabe bem disso, mas faz um importante alerta sobre a disputa. “Vamos ter de nos preparar mais do que os demais porque todos vão querer ganhar do Grêmio. Vamos estar na mira de todos, vai ser um competição muito competitiva.”

Mesmo falando em ajudar, ele não se escala como titular pela disputa por vaga com Campaz. O outro meia do time será Douglas Costa. “Eu não vou falar nada do Douglas Costa, sua trajetória e sua carreira fala por si só. É um grande jogador e todos os jogadores querem jogar com os melhores. Com o Campaz sempre vai ser uma competição sadia, o treinador vai escolher e vamos tratar de dar o melhor.”



LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart