Altice Labs anuncia grande inovação para fibras óticas! Saiba o que é


Há muita tecnologia que usamos e nem sequer damos por ela. Na área das comunicações, a fibra ótica é atualmente muito usada, garantindo as melhores velocidades de download e upload.

Nessa área, a Altice Labs anunciou uma grande inovação na área das redes de fibra ótica. Vamos conhecer o novo conector de fibra óptica da empresa nacional.

Altice Labs anuncia grande inovação para fibras óticas! Saiba o que é

Altice Labs desenvolveu foi SFP duplo, que permite ligar duas fibras óticas no mesmo porto

A Altice Labs, S.A anunciou uma grande inovação para as redes de fibra ótica, revolucionando o modo como estas redes se implementam no terreno ao duplicar a sua capacidade, isto é, permitindo servir o dobro dos clientes que a tecnologia atual, mudando apenas o conector eletro-ótico onde a fibra é ligada no equipamento central.

Esta modificação é compatível com os routers atuais, não tendo qualquer impacto nos equipamentos que as pessoas têm em casa.

Altice Labs anuncia grande inovação para fibras óticas! Saiba o que é

Esse conetor eletro-ótico, do tamanho de um dedo, denominado em termos técnicos SFP – Small Factor Pluggable – é o ponto de onde sai a fibra ótica que depois é dividida 32, 64 ou 128 vezes chegando a casa das pessoas. É um conversor de sinais elétricos em sinais óticos, uma vez que a fibra ótica utiliza luz para transmitir informação e é o meio de transmissão mais rápido que conhecemos, porque nada é mais rápido que a velocidade da luz.

Na prática, o que a Altice Labs desenvolveu foi um SFP duplo, que permite ligar duas fibras óticas no mesmo porto do equipamento central e assim duplicar o número de clientes ligados por fibra, alterando apenas esta interface.

Esta inovação mundial pode ser aplicada à tecnologia de fibra ótica atual, na qual a largura de banda de download de 2,5 Gigabit por segundo e a largura de banda de upload de 1,25 Gigabit por segundo, em cada fibra ótica, é partilhada pelos utilizadores ligados (em analogia com as redes móveis onde a largura de banda disponibilizada por cada antena é partilhada pelos utilizadores a ela ligados).

Mas também pode ser aplicada à tecnologia mais recente com fibras óticas com uma largura de banda de 10 Gigabit por segundo simétrica, isto é, com 10 Gigabit por segundo de download e outros 10 de upload.

Comparando com a tecnologia tradicional, estes conversores desenvolvidos pela Altice Labs não só aumentam a largura de banda por interface física do equipamento na central de telecomunicações, como também aumentam a densidade de portos por equipamento, permitindo chegar a distâncias superiores a 40 Km.





LINK ORIGINAL DA MATÉRIA

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Classificados D - Site de Anúncios Classificados Grátis
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
Shopping cart